Notícias

Líderes do PMDB ouvem pleitos do Alto Vale

Data de inclusão: 30/05/2017 23:56
Políticas de impulso à economia, programas de qualificação de jovens e investimentos em infraestrutura foram algumas das reivindicações apresentadas por entidades de Ituporanga, no Alto Vale, durante passagem dos líderes do PMDB pela região, na última sexta-feira, dia 26 de maio.
 
O chamado “15 em Movimento” reuniu o presidente do PMDB/SC, deputado federal Mauro Mariani, o deputado federal Rogério Peninha e o vice-presidente da Alesc, deputado Aldo Schneider , além do deputado federal Celso Maldaner e o ex-governadores Casildo Maldaner e Paulo Afonso. 
 
“A última grande política pública apresentada para SC ocorreu há 16 anos pelo ex-governador Luiz Henrique da Silveira. A descentralização foi criada para combater a litoralização e desenvolver o interior. Mas as demandas agora são outras. O mundo mudou e é preciso inovar novamente. Por isso  estamos correndo o Estado ouvindo os pleitos e as oportunidades de cada região afim de apresentar uma nova proposta”, destacou Mariani.
 
O “15 em Movimento” já percorreu o Extremo Oeste, o Norte e o Planalto Norte. Todas as propostas apresentadas pelos segmentos irão ajudar na formatação do novo plano de governo do partido.

Fundo para rodovias

A criação de um fundo estadual para a manutenção de rodovias voltou a ser defendida por líderes do PMDB durante a agenda no Alto Vale. Em reunião com entidades de Ituporanga, que cobraram investimentos nas rodovias estaduais da região, o deputado federal Mauro Mariani alertou que o Estado não tem uma política de manutenção das estradas. "Seria importante um fundo para fazer a manutenção preventiva. Não podemos ficar reféns dos governos de plantão", ressaltou Mariani, que já usou fundo semelhante quando foi secretário de Estado da Infraestrutura. 
 
O vice-presidente da Alesc, deputado estadual Aldo Schneider, observou que o Estado poderia usar uma parte dos recursos arrecadados do IPVA, por exemplo. 
 
Cenário nacional
 
Sobre o atual momento nacional, os líderes destacaram que Santa Catarina e o Brasil não podem ficar paralisados. “Quem tiver culpa no cartório terá de se entender com a Justiça, mas o Brasil não pode parar.  A economia não pode ser penalizada, pois temos responsabilidade com os 14 milhões de desempregados”,  ressaltou Mariani. 
 

Imagens relacionadas

Líderes do PMDB ouvem pleitos do Alto Vale
Escritório Regional de Joinville
Rua Dona Francisca, 1113 - Sala 810, Edifício Everest
Bairro: Saguaçu | CEP: 89221-006
Fone: (47) 3447-1570 | Email: mauro@mauromariani.com.br